SEGURE A SUA TOALHA, APERTE OS CINTOS E NÃO ENTRE EM PÂNICO

Imagine que em uma bela quinta-feira ensolarada, protestando sobre uma poça de lama pela integridade de sua casa, você descubra que a Terra simplesmente deixará de existir para dar lugar a passagem de uma via hiperespacial. Paralelo a isso, você também descobre que seu amigo esquisito é um alienígena em exílio por 15 anos e que dispõe de apenas 12 minutos antes que tudo vá para o espaço.

Foi exatamente por estes estranhos acontecimentos que Arthur Dent se viu as voltas. O guia do mochileiro das galáxias dá início as aventuras deste inglês atrapalhado, após escapar da grande catástrofe, em uma nave de demolição vogon, ao lado de figuras como Ford Prefect, um mochileiro de Betelgeuse IV incubido de desbravar o cosmos, com o intuito de alimentar o banco de dados do livro mais famoso do braço ocidental da ursa menor, o guia do mochileiro das galáxias.

O piloto desta nave maluca com, ao todo, cinco compartimentos, chama-se Douglas Adams que com sua criatividade única, faz sátiras e críticas irreverentes a questões envolvendo a vida, a ciência, a política, as instituições, a cultura elitizada, meio ambiente entre outros. Nascido em Cambridge, nove meses antes da descoberta da molécula de DNA, o jovem Adams formou-se em literatura inglesa, trabalhou em programas de humor, escrevendo esquetes. Parte da década de 70, dedicou mochilando pela Europa. Era ateu e entusiasta das novas tecnologias.

Esta trilogia de cinco livros, inicia-se com o Guia do mochileiro das galáxias, seguido de O restaurante no fim do universo, A vida, o universo e tudo mais, Até mais e obrigada pelos peixes e o ultimo da saga, Praticamente inofensiva. Todos eles relatam os mirabolantes acontecimentos que seguem a demolição da Terra, bem como as descobertas que acompanham as viagens de Arthur pelas galáxias. Ao lado de Ford, Trillian, a astrofísica foge pelo espaço com ”um cara de outro planeta” e outros que ele conhece pelo caminho.

Entre algumas destas descobertas está a resposta a todas as questões universais, no entanto, a pergunta exata a esta resposta continua sendo um mistério. Além disso, foi com espanto que o nosso herói é informado de que seu planeta natal nada mais é – ou foi – do que um grande computador orgânico, projetado a mando de ratos, criaturas multidimensionais, tendo os humanos como cobaias.

O que dizer do famoso restaurante no fim do universo? Fundado sobre um asteróide sob uma bolha com propriedades temporais que o permite ser atemporal e viajar no tempo, a tempo de assistir ao fim de tudo que existe enquanto saboreia uma refeição maravilhosa… Por Zarquon! Dá nó no cérebro, não é verdade? Talvez não mais do que ser jogado na Terra primitiva e viver por oito anos em uma caverna, acordando sempre aos gritos, e ser resgatado por um sofá voador.

A obra de Douglas Adams marcou uma geração e mesmo hoje, encanta um público sem idade definida. É uma leitura deliciosa, com livros curtos, com menos de duzentas páginas, que nos injetam doses suaves dos mais variados assuntos, desde a astrofísica a sociologia. É do tipo que se lê mais de uma vez, como se fosse a primeira. Vamos embarcar nesta aventura?

Avaliação:

0 / 5 Avaliação: 0
Compartilhe
Share

Related posts

A ELITE – KIERA CASS

A ELITE - KIERA CASS

A Seleção começou com 35 garotas. Agora restam apenas seis e a competição para ganhar o coração do príncipe Maxon está acirrada como nunca. Só uma se casará com o príncipe e será coroada princesa de Illéa. Quanto mais America se aproxima da coroa, mais se sente confusa. Os momentos que passa com...

Garotas de Neve e Vidro – Melissa Bashardoust | Feminista, singelo e pouco audacioso.

Garotas de Neve e Vidro - Melissa Bashardoust | Feminista, singelo e pouco audacioso.

******************************NÃO  contém spoiler***************************** Autora: Melissa Bashardoust Editora: Plataforma 21 / Gênero: Fantasia YA / Idioma: Português / 424 páginas Mulheres que se odeiam, que disputam o protagonista másculo e que se rivalizam a cada virar de páginas...

Jurassic Park & O Mundo Perdido – Michael Crichton | Vale a pena a leitura? #22

Jurassic Park & O Mundo Perdido - Michael Crichton | Vale a pena a leitura? #22

******************************NÃO contém spoiler****************************** Autor: Michael Crichton Editora: Aleph / Gênero: Ficção-Científica / Idioma: Português  Jurassic Park: 522 páginas / O Mundo Perdido: 480 páginas Uma das leituras mais intigantes, inteligente e imersiva que...

Leave a comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.