Mundo das Resenhas
Sawkill Girls – Claire Legrand | Horror e fantasia em uma única história? Sawkill Girls – Claire Legrand | Horror e fantasia em uma única história?
3.5
******************************NÃO contém spoiler****************************** Autora: Claire Legrand Editora: Katherine Tegen Books / Gênero: Horror fantástico / Idioma: inglês / 450 páginas Três garotas, uma ilha,... Sawkill Girls – Claire Legrand | Horror e fantasia em uma única história?

******************************NÃO contém spoiler******************************

Autora: Claire Legrand

Editora: Katherine Tegen Books / Gênero: Horror fantástico / Idioma: inglês / 450 páginas

Três garotas, uma ilha, um mistério sombrio a ser solucionado e uma força sobrenatural a ser vencida. O que dizer de Sawkill Girls de Claire Legrand? É horror, fantasia ou os dois juntos? Pegue alguns elementos do clássico filme Jovens Bruxas de 1996, junte com alguns elementos de Amigo Imáginário de Stephen Chbosky e você terá o romance YA de Legrand. Uma trama divertida, bem escrita, que se desenvolve de forma interessante, mas que possui problemas em sua constituição narrativa. O enredo que gira em torno de três garotas que se veem envoltas no misterioso desaparecimento de meninas da ilha em que vivem, entretem e traz bons momentos dignos (e clichês, não posso deixar frisar este ponto) de uma boa trama adolescente. A escrita da autora é leve, fluída, envolvente e imersiva. O relacionamento entre as protagonistas é bacana e a forma orgânica em que as relações se desenvolvem é um dos grandes pontos altos do romance.

Sawkill Girls é uma das poucas excessões (dentro de meu portfólio de leituras) quanto a minha quase não chateação pela falta de tridimensionalidade dos personagens coadjuvantes. Bom ressaltar que o foco fica quase que em sua totalidade narrativa nas três personagens centrais, transformando os demais personagens apenas em meros complementos para preenchimento do escopo da trama. Não posso afirmar que tamanha superficialidade não tenha me incomodado; mas confesso que gostei demais das mocinhas, o que me fez desejar por muitas páginas, mais e mais delas, sem necessariamente sentir falta de  mais informações a respeito dos demais personagens. Contudo, algumas abordagens acerca de temas importantes como depressão e sexualidade me incomodaram e me fizeram sentir falta de uma maior profundidade e responsabilidade quanto aos temas mencionados.

A obra de Claire Legrand funciona muito bem como um livro transitório entre duas leituras mais densas; sendo o tipo de frescor que muitas vezes precisamos. Os elementos sobrenaturais se mesclam muito bem com os elementos fantásticos e mitológicos da trama, nos entregando um desenvolvimento onde a diversão é garantida. Uma leitura que me surpreendeu em vários quesitos e que me convenceu a colocar em minha pilha infinita de próximas leituras mais alguns livros da autora. No entanto, devo citar mais alguns elementos que pra mim não foram tão assertivos assim. Insersões de novos personagens e algumas revelações me foram (e nos são) entregues de formas abruptas e muito vezes juvenil – beirando o infantil – o que não condiz com a idade das personagens e nem com grande parte do desenvolvimento. A narrativa é plana, o livro é superficial em diversos pilares que o sustenta, o desenvolvimento vai do infanto-juvenil para o infantil e chega a cansar um pouquinho do meio para o final. Todavia, o livro é divertido, as protagonistas muito me agradaram, a temática e atmosfera são imersivas e o último capítulo encerra bem toda a jornada, soando de forma poética, onde o lirismo toma a proporção que o livro precisava para se encerrar. Sawkill Girls é pra quem procura um horror fantástico despretensioso, adolescentizado, que apesar dos problemas que possui não deixa de ser uma leitura válida.

Você também pode avaliar a obra, vote! .
0 / 5 Avaliações: 0

Your page rank:

Compartilhe
Share

Fernando Lafaiete

O que vocês devem saber sobre mim? Me Chamo Fernando Henrique Lafaiete, mas vocês podem me chamar de China. Apelido este, dado pelos meus melhores amigos. Sou viciado em leitura, sou poliglota, auditor de hotel, professor de inglês, fã de fantasia, fã de livros policiais, fã de YA, fã terror e fã de clássicos. Luto ao máximo contra o preconceito literário que alimenta a conduta dos pseudo-intelectuais e sou fã de animes e qualquer coisa que envolva super-heróis. Amo escrever todo tipo de texto, em especial resenhas. Espero que minhas opiniões sejam de alguma valia para todos que tiverem acesso as mesmas. Sou sempre sincero e me comprometo a dividir minhas opiniões da maneira mais verdadeira possível. Agradeço o convite para fazer parte do grupo de resenhistas do site e que minha presença aqui seja duradoura.

No comments so far.

Be first to leave comment below.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share
%d blogueiros gostam disto: