Título e Capa 4
Escrita / Enredo 5
Originalidade 4
Personagens 4
Final 4

 Lego sendo Lego   Acabei de assistir aquele filme dos Legos. Sim, aquele lá de Uma Aventura Lego. Confesso que só fui assistir por causa do Batman que aparece. E o que dizer do Batman quando fala sua frase: “I’m Batman”. Acho que ele é o mais empolgante na trama, já que ele mesmo sendo ..

Summary 4.2 great
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 bad

Crítica – Filme Uma Aventura Lego

Critica - Filme - Uma aventura Lego Lego sendo Lego

 

Acabei de assistir aquele filme dos Legos. Sim, aquele lá de Uma Aventura Lego. Confesso que só fui assistir por causa do Batman que aparece. E o que dizer do Batman quando fala sua frase: “I’m Batman”. Acho que ele é o mais empolgante na trama, já que ele mesmo sendo um lego ainda é o Batman e sempre aparece quando menos esperamos.

O filme já começa empolgante e divertido.  Viva a história de Emite, um operário comum, numa vida comum, que faz coisas comum do mundo Lego que sempre segue as instruções do dia a dia ou do manual de instruções. Sim, eles tem manual de instrução para qualquer coisas, até para ter uma vida comum.O Slogan do filme é o que me cativou, já que sempre achei ser um cara qualquer, mas depois descobri que não sou um cara qualquer, então no slogan diz: uma aventura de um zé-ninguém que salvou todo mundo; gostei do jeito que foi desenhado, até falei para minha irmã que estava ao meu lado: parece que foi feito com Lego de verdade no esquema quadro a quadro. Até as explosões são em Lego! Isso é demais!

Mas o que mais me chamou a atenção foi a mensagem que nunca imaginei que sairia de um filme Lego. Lá falava que podemos ser especiais não importa se somos criativos ou não. Podemos ser nós e ainda por cima nos divertir mesmo sendo marmanjos de barba na cara. Afinal, se não sorrirmos e não brincarmos vamos ter uma vida amarga. Foi isso que pude capitar da mensagem.

Se você é fã de tudo que a lego já transportou para o mundo de blocos, vai amar e se divertir com esse filme que só ele pode ser desse jeito que é, afinal, o mundo Lego pode fazer o que quiser e botar quem quiser na história que ainda assim continua sendo Lego e divertido. Só que não tentem passar muitas vezes esse filme, se não vocês não irão tirar da cabeça a música: Tudo é Incrível!. Da primeira vez foi de boa, o filme terminou e nem lembrava mais da música, mas depois da segunda vez a música grudou como chiquete e não saiu mais. E outra coisa que fiquei triste é que os Lego Star Wars apareceram num tempo muito curto, e quem me acompanha sabe que gosto de Star Wars. E até piada com Dumbledore e com o Gandalf… me rachei nessa parte.

 

Enfim turma, essa é a resenha/crítica, sei lá, sobre o Filme Lego. Espero que tenha ficado com vontade de assistir ao filme e dar risadas, ou não.

Related posts

Resenha – A Intuitiva – Hannah Howell

Resenha - A Intuitiva - Hannah Howell


Resenha - A Intuitiva - Hannah Howell

“Inglaterra, século XVIII. Assim como a maioria de seus familiares, Alethea Vaughn Channing possui dons especiais. Desde pequena ela tem visões recorrentes de um homem desconhecido. Passados 15 anos desde a primeira visão, ela prevê um risco de morte. Ela precisa encontrá-lo, contar sobre sua...

Crítica do Filme Mesmo se nada der certo – John Carney

Crítica do Filme Mesmo se nada der certo - John Carney


Crítica do Filme Mesmo se nada der certo - John Carney

Te faz rir, e te dá vontade de chorar, você olha a vida de um jeito que nunca parou para olhar: através da música. É assim, com essa frase, que eu consigo descrever o filme Mesmo se nada der certo dirigido por John Carney. Em certos momentos você se sente até parte do filme, como um amigo dos...

Resenha – Kimi no Na wa (Your Name)

Resenha - Kimi no Na wa (Your Name)


Resenha - Kimi no Na wa (Your Name)

Sim, amiguinhos. Hoje vamos falar sobre uma animação vinda das longínquas terras do Japão, sim, aquele Japão cheio de coisas bizarras e animes que tanto amamos, ou odiamos. Vamos falar sobre Kimi no Na wa, ou como ficou conhecido aqui no ocidente, Your Name. Bem, vou colocar a sinopse logo...