Título e Capa 4
Escrita / Enredo 5
Originalidade 5
Personagens 5
Final 5

Em O Cristal encantado, temos o personagem principal Jen, que parte em uma jornada, junto com Kira, para salvar seu mundo de pássaros gigantes e maus que controlam um cristal misterioso. Faz anos desde que eu vi O Cristal Encantado. Também faz uns 2 anos desde a última vez que fiz uma resenha retroativa de um filme ..

Summary 4.8 Incrível
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 Ruim

Crítica do Filme O Cristal Encantado (1982)

Em O Cristal encantado, temos o personagem principal Jen, que parte em uma jornada, junto com Kira, para salvar seu mundo de pássaros gigantes e maus que controlam um cristal misterioso.

Faz anos desde que eu vi O Cristal Encantado. Também faz uns 2 anos desde a última vez que fiz uma resenha retroativa de um filme tão antigo. Honestamente, eu não sabia o que esperar quando decidi assistir novamente a essa extravagância de fantasia de 1982. Um filme tão gratificante, feito com fantoches deveria estar no topo da minha lista.

Mas com essa adaptação da nova série da Netfklix, resolvi assistir novamente com um olhar mais crítico para vocês entenderem um pouco melhor desse mundo criado, que tem um grande potencial de se tornar uma série boa e longa.

Para vocês entenderem melhor sobre o filme, mais para aqueles de vocês que ainda não assistiram, O Cristal Encantado é um filme independente, dirigido por Jim Henson e Frank Oz. Segue-se uma jovem criatura chamada Jen quando ele enfrenta o assassino Skeksis que controla seu mundo através de um cristal mágico.

Jen é o último de sua espécie: Gelfing (um tipo diferente de fada). Quando seu mestre morre e ele é chamado a consertar esse cristal, ele se sente totalmente despreparado para a tarefa.

Esse tipo de enredo é bastante comum quando se trata de fantasia, e segue muito a narrativa arquetípica apresentada no estilo da jornada do herói. É sempre um prazer ver filmes que seguem bem o estilo no sétima arte.

A grande diferença neste filme? Todo o elenco é composto de fantoches. O filme também é incrivelmente sombrio, apesar de ter sido feito para crianças, é um pouco pesado para o publico mais infantil assisitr.

Pontos Positivos para assistir o filme O Cristal Encantado

Não é preciso dizer que os fantoches deste filme são incríveis. Mesmo agora, anos depois, ele ainda se mantém. Todo o cenário me fez uma ter uma nostalgia incrível, lembrando-me muito da série A Família Dinossauro.

O arco narrativo de Jen também é forte do começo ao fim, e eu realmente entrei nele, apesar de saber como terminava a história (Estou louco pra assistir o novo plot da série lançada pela Netflix).

Adorei o design das criaturas: os gelflings (as espécies pequenas e aladas às quais Jen pertence). Fizzgig (o pequeno animal de estimação de outro personagem principal, me fez chorar de alegria com suas palhaçadas). E Também os skeksis, que são tão revoltantes quanto eu me lembrava, e eles são os vilões perfeitos para um filme “infantil”. 

Outro aspecto que vale a pena ser exaltado em O Cristal Encantado foi a construção de mundo, imaginativa e profunda. Você pode dizer que tudo nesse cenário de fantasia foi cuidadosamente planejado e criado.

Da mitologia que foi criada no enredo, desde os costumes individuais de cada sociedade desse “novo” mundo, aos desenhos visuais das menores criaturas e até mesmo as plantas, nada foi desconsiderado ou deixado ao acaso. O mundo de O Cristal Encantado  é o tipo de construção criativa de mundo que eu procuro nos filmes atuais.

Encontrar um bom enredo, com uma boa construção de mundo é algo que está ficando mais difícil de encontrar hoje em dia, agora que Hollywood decidiu fazer remakes e gravações de franquias.

Pontos negativos de O Cristal Encantado

Embora tenha adorado quão sombrio o filme é, O Cristal Encatado foi originalmente comercializado como apropriado para a idade das crianças. Isso é questionável quando o filme trata explicitamente de experiências humanas, escravidão e genocídio.

Todos os personagens do filme são fantoches, é claro, e esses tópicos são definitivamente dignos de discussão com um público adulto. No entanto, as coisas genuinamente terríveis que acontecem com essas criaturas podem ser difíceis para as crianças entenderem. Isso é especialmente verdadeiro se as crianças que assistem a ela não têm palavras ou força mental para descrever o que é a injustiça em nível sistêmico. Talvez esse seja o motivo de meu irmão de 8 anos não ter entendido o filme, enquanto assistia comigo.

pontos positivos

  • Incrível construção do mundo
  • Fantoches incríveis
  • Ainda parece único, todos esses anos depois

pontos negativos

  • Definitivamente não é para crianças

Compartilhe
Share

Related posts

Seis Vezes Confusão: O Fracasso dos Fracassos da Comédia

Seis Vezes Confusão: O Fracasso dos Fracassos da Comédia


Seis Vezes Confusão: O Fracasso dos Fracassos da Comédia

A bagunça da comédia “Seis Vezes Confusão” é a prova de que Marlon Wayans ainda tem um grande obstáculo no caminho de sua grandeza cômica: ele mesmo. Talvez o gênero mais difícil de se fazer uma crítica seja a comédia pastelão, pois não devemos nos ater ao senso-comum, às regras dos atos e da...

CRÍTICA – A CINCO PASSOS DE VOCÊ – JUSTIN BALDONI

CRÍTICA - A CINCO PASSOS DE VOCÊ - JUSTIN BALDONI


CRÍTICA - A CINCO PASSOS DE VOCÊ - JUSTIN BALDONI

Que filmes de dramas adolescentes fazem sucesso, já estamos carecas de saber. Até mesmo quando não gostamos do gênero, temos a curiosidade de compreender a história e, assim, acabamos assistindo e tirando nossas próprias conclusões. “A Cinco Passos de Você”, mais uma tragédia de amor...

X-Men: Fênix Negra – Um desfecho tão ruim como dizem?

X-Men: Fênix Negra - Um desfecho tão ruim como dizem?


X-Men: Fênix Negra - Um desfecho tão ruim como dizem?

******************************NÃO contém spoiler****************************** (CONFIRA A RESENHA DA HQ "A SAGA DA FÊNIX NEGRA" CLICANDO AQUI) (CONFIRA A CRÍTICA DE CAPITÃ MARVEL CLICANDO AQUI) (CONFIRA A CRÍTICA DE SHAZAM CLICANDO AQUI) *** Direção e roteiro: Simon Kimberg / Gênero...