Mundo das Resenhas
Fate: A Saga Winx (NETFLIX – 1ª Temporada) | Vale toda a hype? Fate: A Saga Winx (NETFLIX – 1ª Temporada) | Vale toda a hype?
3
*******************************NÃO contém spoiler******************************** Fate: A Saga Winx (NETFLIX – 1ª Temporada) | Vale toda a hype? Eu adoraria começar dizendo que sou fã do... Fate: A Saga Winx (NETFLIX – 1ª Temporada) | Vale toda a hype?

*******************************NÃO contém spoiler********************************

Fate: A Saga Winx, (NETFLIX - 1ª Temporada) | Vale toda a hype?

Fate: A Saga Winx (NETFLIX – 1ª Temporada) | Vale toda a hype?

Eu adoraria começar dizendo que sou fã do desenho e que a adaptação do Clube das Winx era tudo que eu mais queria ver na Netflix. Mas confesso que fui movido pela hype e comecei a assistir a série por conta da mesma. Os comentários positivos, as polêmicas e o entusiasmo das pessoas internet à fora, me fizeram dedicar uma madrugada inteira em maratonar as aventuras das fadas adolescentes que controlam elementos e lutam contra o mal; enquanto enfrentam as descobertas e “dificuldades” da juventude. Ao iniciar minha jornada neste novo mundo, fiquei com uma sensação estranha entre a empolgação e a vergonha alheia, em me deparar com um clima gostosinho de acompanhar, mesclado com atuações que beiram a mediocridade.

O “quase” plágio de W.I.T.C.H, o famoso desenho italiano que ficou famoso nos anos 2000 graças a extinta TV Globinho, tem acertos, mas incomoda pela superficialidade bastante presente na obra, pelas estranhas mudanças realizadas pela gigante de streaming e por algumas escolhas narrativas que muitas vezes me pareceram não fazer sentido (me segurando para não dar spoiler). Para quem gosta de romance, confronto entre adolescentes, cenas de ciúmes e cenas de ação mal coreografadas, vai adorar a série. Pra quem é fã fervoroso do desenho, vai se incomodar, reclamar, mas também poderá se animar com as diversas referências e cenas que remetem ao original de forma no mínimo interessante.

Assisti alguns episódios da animação (com muito esforço e tentativa de boa vontade), mas não consegui assistir mais do que 4 episódios da primeira temporada. Percebi que não tenho mais idade para algo tão infantil e bobo como com o que me deparei. Mas consegui pegar a essência original e compreender de formar mais palpável as reclamações dos fãs, compreendendo que a Netflix cometeu erros absurdos que poderiam facilmente ter sido evitados.

Ao longo dos 6 episódios da série, me diverti, mas não posso dizer que achei que vale toda a hype que carrega. Achei uma série excelente para se maratonar, mas que deixa a desejar em diversos momentos e que poderia ser uma adaptação com um investimento financeiro mais significativo. Ao terminar de assistir ao último episódio, tudo que eu mais queria e desejo é uma adaptação de W.I.T.C.H, o desenho que apesar das milhares de semelhanças com Winx me agrada muito mais e que alimentaria com afinco meu lado infantil que nos anos 2000 sorria, torcia e me divertia com as aventuras das fadas guardiãs. Ao Fernando atual, de 2021, que agora vos escreve , só resta aguardar a segunda temporada de Fate: A Saga Winx e torcer para que os erros da primeira sejam reparados, e que sirvam de lição para que nas séries vindouras não sejam reprisados.

Você também pode avaliar a obra, vote! .
0 / 5 Avaliações: 0

Your page rank:

Compartilhe
Share

Fernando Lafaiete

O que vocês devem saber sobre mim? Me Chamo Fernando Henrique Lafaiete, mas vocês podem me chamar de China. Apelido este, dado pelos meus melhores amigos. Sou viciado em leitura, sou poliglota, auditor de hotel, professor de inglês, fã de fantasia, fã de livros policiais, fã de YA, fã terror e fã de clássicos. Luto ao máximo contra o preconceito literário que alimenta a conduta dos pseudo-intelectuais e sou fã de animes e qualquer coisa que envolva super-heróis. Amo escrever todo tipo de texto, em especial resenhas. Espero que minhas opiniões sejam de alguma valia para todos que tiverem acesso as mesmas. Sou sempre sincero e me comprometo a dividir minhas opiniões da maneira mais verdadeira possível. Agradeço o convite para fazer parte do grupo de resenhistas do site e que minha presença aqui seja duradoura.

No comments so far.

Be first to leave comment below.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share
%d blogueiros gostam disto: