Mundo das Resenhas
Me Encontre (Me Chame Pelo Seu Nome #02) | André Aciman Me Encontre (Me Chame Pelo Seu Nome #02) | André Aciman
3
**********************************NÃO contém spoiler********************************** CONFIRA A RESENHA DE ME CHAME PELO SEU NOME CLICANDO AQUI Autor: André Aciman Editora: Intrínseca / Idioma: Português / 272... Me Encontre (Me Chame Pelo Seu Nome #02) | André Aciman

**********************************NÃO contém spoiler**********************************

CONFIRA A RESENHA DE ME CHAME PELO SEU NOME CLICANDO AQUI

Autor: André Aciman

Editora: Intrínseca / Idioma: Português / 272 páginas

 

E-BOOK:  AMAZON            LIVRO FÍSICO: AMAZON

Me Encontre (Me Chame Pelo Seu Nome #02) | André AcimanMuito pensei se valeria ou não a pena colocar em palavras meu descontentamento em relação a Me Encontre; a suposta continuação de Me Chame Pelo Seu Nome do autor Andre Aciman. Não que o referido livro seja ruim ou que não valha a pena a leitura. Todavia, levando em consideração a grandiosidade e toda carga emocional de seu predecessor, é inevitável não me colocar na infame e indesejável posição de um leitor decepcionado. O livro que tem por vez a missão de dar continuidade à poética e elogiada narrativa do autor – que em seu primogênito relata o amor de duas pessoas que se permitem serem o que desejam ser, sem amarras ou despropositais julgamentos – perde fôlego e quase se estagna em meio a uma narrativa que apesar de entregar outros facetas deste tão singelo sentimento, não encanta e nem impacta na mesma proporção.

Dividida em duas partes, a trama se desenrola pelo ponto de vista de um personagem já conhecido – o pai de Elio –   que aqui conquista maiores proporções narrativas, tomando para si a díficil tarefa de encantar os leitores; que ao invés de reencontrarem as tão fascinantes almas apaixonadas do livro anterior, terão agora a sua frente o árduo desafio de se acostumarem e se reencantarem com uma nova narrativa, dessa vez envolta na jornada de “novos personagens”, cuja paixão inflama logo nas primeiras páginas, e que apesar de decepcionante, explora com afinco e de maneira bastante satisfatória esta nova e verossímel relação.

Contudo, apesar de não se perder em sua abordagem, o romance sofre pela não cativante narrativa, que muito mais do que apenas um desenvolvimento lírico e poético, não nos entrega toda a voracidade esperada, e que por este motivo, me foi uma leitura morosa e sem grandes apegos emocionais. Por mais que eu tenha passado muito tempo ruminando sobre minhas opiniões na vã tentativa de conseguir classificar e organizar de forma mais direta minha experiência, não consigo classificá-la de forma mais palpável do que uma jornada enfadonha e muito aquém de minhas expectativas.

Esta tão indelével sensação, me deixou com um amagor muito parecido com os oscilantes sentimentos dos apaixonados, cujo amor não correspondido, dilacera. Fiquei realmente pensativo se o problema era eu ou o livro. Por que o mesmo não  me deixou extasiado ou pensativo sobre as diversas facetas do amor como eu desejava que tivesse acontecido? Por que não terminei o livro me sentindo saciado e desejando desesperadamente encontrar minha alma gêmea? Onde foi que errei como leitor? Por fim, terminei a leitura me sentindo apenas aliviado de ter me decepcionado sem ter detestado a fundo a leitura. O que não passou de uma pífia satisfação, que serviu apenas e exclusivamente para satisfazer o básico do básico do que esperava encontrar.

Em resumo, Me Encontre serviu ao menos para reafirmar o talento de André Aciman em retratar com assertivas descrições os sentimentos humanos sobre as diversas relações que nos sustentam e nos moviventam, mostrando com muito lirismo que o amor é de fato o sentimento dos sentimentos, sendo o cerne de nossas almas, capaz de mostrar que a vida vale a pena e que todos devemos e merecemos ser amados.

Você também pode avaliar a obra, vote! .
0 / 5 Avaliações: 3 1

Your page rank:

Compartilhe
Share

Fernando Lafaiete

O que vocês devem saber sobre mim? Me Chamo Fernando Henrique Lafaiete, mas vocês podem me chamar de China. Apelido este, dado pelos meus melhores amigos. Sou viciado em leitura, sou poliglota, auditor de hotel, professor de inglês, fã de fantasia, fã de livros policiais, fã de YA, fã terror e fã de clássicos. Luto ao máximo contra o preconceito literário que alimenta a conduta dos pseudo-intelectuais e sou fã de animes e qualquer coisa que envolva super-heróis. Amo escrever todo tipo de texto, em especial resenhas. Espero que minhas opiniões sejam de alguma valia para todos que tiverem acesso as mesmas. Sou sempre sincero e me comprometo a dividir minhas opiniões da maneira mais verdadeira possível. Agradeço o convite para fazer parte do grupo de resenhistas do site e que minha presença aqui seja duradoura.

0 0 votos
Article Rating
Inscrever.
Notificação de:
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Share
0
Adoraria ver seu comentário ♥x
()
x
%d blogueiros gostam disto: