Título e Capa 3
Escrita / Enredo 4
Originalidade 5
Personagens 5
Final 5

Que a literatura nacional tem histórias incríveis para nos oferecer, isso nós já sabemos. E hoje, venho falar de mais uma obra dessa literatura tão maravilhosa. “O Último Ceifador – Elo Dimensional”, do autor Henrique de Micco, foi publicado no Brasil pela Editora Giostri. A obra, com direito a anjos, demônios e até outros mundos, trata-se ..

Summary 4.4 Incrível
Título e Capa 5
Escrita / Enredo 5
Originalidade 5
Personagens 5
Final 4
Summary rating from 1 user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 4.8 Incrível

Resenha: O Último Ceifador – Henrique de Micco

Que a literatura nacional tem histórias incríveis para nos oferecer, isso nós já sabemos. E hoje, venho falar de mais uma obra dessa literatura tão maravilhosa.

“O Último Ceifador – Elo Dimensional”, do autor Henrique de Micco, foi publicado no Brasil pela Editora Giostri.
A obra, com direito a anjos, demônios e até outros mundos, trata-se do primeiro livro de uma trilogia.

 “…Preciso ir agora, mas antes preciso que carregue minhas próximas palavras com você, para onde quer que vá, e em qualquer situação: Não é o poder concedido a você que define quem você é, Henry. Mas os motivos pelos quais o poder te escolheu como ferramenta. Leve isso como a primeira de muitas lições que aprenderá no decorrer dessa jornada.” 

Henry é um jovem problemático e sem muitas perspectivas de vida, até que um dia, um “sonho” muito estranho vira sua vida de cabeça para baixo.
Do dia para noite, o garoto se torna parte de uma ordem sagrada, a Ordem dos Ceifadores.
Agora, vivendo uma vida dupla, ora em seu mundo, ora num mundo onde o céu é vermelho e anjos, demônios e diversos monstros andam livremente, o garoto terá que lidar com novas responsabilidades e perigos, bem maiores do que ele pode imaginar.

Sabe aquele livro que você vê a sinopse e pensa “preciso ler agora!”, pois foi exatamente assim que me senti quando li a contra capa de “O Último Ceifador”.
Poxa, uma história onde um garoto humano se tornaria um Ceifador? Uma figura tão mítica que nos ronda desde sempre… Eu precisava ler! E após finalizar a leitura, não tenho do que reclamar!

“Há pouco tempo ele havia sido um jovem que não valorizava a vida que levava, e talvez nem tivesse se importado tanto em ser morto por aquelas criaturas nojentas; Mas ele agora tinha um propósito, e morrer não era uma opção.” 

O autor constrói muito bem o outro mundo, o qual Henry, começará a fazer parte, bem como todos os personagens que o habitam, fazendo com que você mergulhe de fato nessa nova realidade, onde muita coisa é possível.
Além de abordar o lado “fantasioso” da história, é abordada também a velha questão humana:
“Alguém que não possui uma índole lá muito boa e que ganha do dia para a noite, determinados poderes… 
Será que a pessoa vai usar esses novos dons só para os fins a que são destinados? Será mesmo?” 

A ação não para, todas as dúvidas que rodeiam nosso protagonista, te rodeiam também.
O que significa de fato ser o Último dos Ceifadores? E por que todos parecem estar escondendo alguma informação muito importante?
Ao final, você só terá uma certeza: preciso da continuação!
Leitura mais do que recomendada ao pessoal que gosta de uma boa fantasia!

Essa foi a resenha de hoje, até a próxima, pessoal!

Compartilhe
Share

Related posts

RESENHA – NASCIDA À MEIA NOITE – C.C. HUNTHER

RESENHA - NASCIDA À MEIA NOITE - C.C. HUNTHER


RESENHA - NASCIDA À MEIA NOITE - C.C. HUNTHER

“Kylie Galen está na pior. Seus pais vão se divorciar, seu namorado acaba de romper com ela e, uma noite depois de ser presa por estar na festa errada, com as pessoas erradas e na hora errada, sua mãe a manda para Shadow Falls -um acampamento para adolescentes problemáticos, localizado numa...

Macunaíma: O retrato cultural de uma nação

Macunaíma: O retrato cultural de uma nação


Macunaíma: O retrato cultural de uma nação

******************************NÃO contém spoiler****************************** Macunaíma: O Herói Sem Nenhum Caráter Autor: Mário de Andrade Editora: Penguin Companhia / Gênero: Clássicos brasileiros / Idioma: Português / 232 páginas Bordão do protagonista: "Ai que...

Pequenas Realidades: Bizarro, medíocre & decepcionante.

Pequenas Realidades: Bizarro, medíocre & decepcionante.


Pequenas Realidades: Bizarro, medíocre & decepcionante.

******************************NÃO contém spoiler****************************** Autora: Tabitha King / Tradução: Regiane Winarski Editora: Darkside Books / Gênero: Thriller Psicológico / Idioma: Português / 420 páginas Publicado pela primeira vez no Brasil em 1985 pela extinta editora...

Leave a comment