Título e Capa 2
Escrita / Enredo 3
Originalidade 3
Personagens 3
Final 3

Muito bem galera! Finalmente depois de tempos voltei para resenhar um pouco para vocês. E quem diria depois de sei lá quanto tempo, ainda estamos com essa tal de quarentena. Sabe o que isso quer dizer? Sim isso mesmo, mais filmes e livros. No meu caso mais filmes. É claro que irei falar sobre uma ..

Summary 2.8 Bom
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 Ruim

Space: Above and Beyond –

Muito bem galera! Finalmente depois de tempos voltei para resenhar um pouco para vocês. E quem diria depois de sei lá quanto tempo, ainda estamos com essa tal de quarentena. Sabe o que isso quer dizer? Sim isso mesmo, mais filmes e livros. No meu caso mais filmes.

Esquema e conceito das naves de caça deles. Muito bacana

É claro que irei falar sobre uma série de ficção, que claro, passou no Brasil e é bem antiga. A qual me refiro foi criada em 95, com apenas uma única temporada. Muitos ainda dizem que se trata de uma pérola perdida das séries de ficção, e concordo. Mas além disso, é uma série que veio antes do tempo, mostrando um universo gigantesco com muitos planos de fundos na trama que ficam soltos e sabe-se lá como irão finalizar e amarrar todos esses pontos.

A tal série, Space: Above and Beyond foi um marco para as obras de ficção, afinal, nos anos 90, o que era mais assistido em relação a essas coisas era Arquivo X. Então Glen Morgan and James Wong os criadores da série resolveram mostrar que a ficção é sim algo muito bom para se passar na TV, e foi assim que a FOX começou a passar a série que primeiramente seria em 5 temporadas. Mas o destino deixou apenas uma única temporada. E vou explicar o motivo assim que possível, mas antes digo que ela chegou no brasil pela Record com o nome de Comando Estelar.

Bom, do que se baseia a série? Basicamente é a humanidade que finalmente conseguiu sair do Sistema Solar e agora buscam um novo lar para colonizar. Só que são freados pelo primeiro contato alienígena e é claro que foi com ataques de espaçonaves muito bem desenhadas e elaboradas para um série com um orçamento baixo.

Isso me faz entrar nesse ponto. Eu, particularmente, gostei demais dos efeitos especiais usados na série. Principalmente no primeiro episódio da série que nos mostra uma nave espacial inteiramente construída com recursos sólidos. Sim, um avião modificado que anda e tudo. Isso foi incrível! Adoro quando o pessoal literalmente constrói as coisas para seus filmes, fazendo então algo super crível. Mas é claro que nem tudo é feito na prática! Na série existem momento inteiramente em GCI com um toque de detalhes incríveis para a época, com direito a efeitos de luz que deixa qualquer outra produção no chinelo.

Muito Band of Brothers. Bacana demais!

Militares astronautas.

Mas o que prejudicou a série foi a grande quantidade de informações e tramas, e além do mais, a mania de ir além do tempo! Isso faz qualquer série “flopar”. E aqui em Space Above and Beyond temos complicações e complexidade em todos os personagens, com cada um tendo uma extrema profundidade. E em muitos episódios esses traumas são tratados mostrando o passado de cada personagem. E sem contar as guerras inacabadas dos humanos com os que foram criados em laboratórios e os Androids misturando com a guerra alienígena que acabou de começar. Isso tudo numa única temporada.

Geralmente as séries de ficção militar são baseadas em algum conflito real, e no caso esse era para ser baseado na Segunda guerra. Mas não consegui encontrar as semelhanças com esse conflito que assolou todo o mundo.

O que acho de fato! Então… se você curte alguma coisa diferente e antiga, com as limitações de época, pode ir lá conferir que vai ter muitas coisas boas que encontrará lá. Mas de fato seria muito melhor se recontassem a história hoje em dia. Seria incrível! Afinal hoje em dia as histórias de ficção são muito mais rentáveis que os feitos nos anos 90, ainda mais uma série televisionada .

E é Isso galera! Nos vemos na próxima e não deixem de ver nossas muitas outras resenhas!

Avaliação:

0 / 5 Avaliação: 3
Compartilhe
Share

Related posts

Cursed: A Lenda do Lago (Netflix – Livro e série): Percepções e veredito.

Cursed: A Lenda do Lago (Netflix - Livro e série): Percepções e veredito.

********************************NÃO contém spoiler******************************** Autor: Thomas Wheeler - Ilustrador: Frank Miller Editora: HarperCollins / Idioma: Português / Gênero: Fantasia YA / 416 páginas *** Série: Cursed: A Lenda do Lago (Netflix) / Roteiro e produção: Thomas...

Crítica da Série 2020: Japão Submerso

Crítica da Série 2020: Japão Submerso

RESENHA DO ANIME 2020 JAPÃO SUBMERSO Olá, amiguinhos, hoje vamos falar um pouco sobre uma série de anime que aborda um Japão devastado por um terremoto e os relacionamentos pessoais entre os sobreviventes de um país devastado. Já gostaria de avisá-los que essa animação não é fácil de ser...

Quem é você, Alasca? Série HULU

Quem é você, Alasca? Série HULU

“Quem é você Alasca?” é um dos livros mais queridos e vendidos de John Green, sendo a primeira obra do conhecido e aclamado escritor, sobretudo entre os jovens que desde 2005 acompanham o seu trabalho e vêm se apaixonando pela sua forma leve de escrever sobre assuntos complexos, onde as mentes...

Leave a comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.