Mundo das Resenhas
Palestina – Uma Nação Ocupada: Impressões e reflexões. Palestina – Uma Nação Ocupada: Impressões e reflexões.
******************************NÃO contém spoiler****************************** Como é possível viver em um país como a Palestina? Impossível não nos fazermos esta pergunta enquanto lemos “Palestina: Uma Nação... Palestina – Uma Nação Ocupada: Impressões e reflexões.

******************************NÃO contém spoiler******************************

Palestina - Uma Nação Ocupada: Impressões e reflexões.

(http://profalexandregangorra.blogspot.com)

Como é possível viver em um país como a Palestina? Impossível não nos fazermos esta pergunta enquanto lemos “Palestina: Uma Nação Ocupada”. Com sua reportagem em quadrinhos, o escritor Joe Sacco nos apresenta uma realidade opressora que nos deixa com uma sensação de desespero e claustrofobia enquanto avançamos na leitura.

O autor consegue com maestria transmitir uma realidade oposta à nossa com uma narrativa verdadeira e palpável em um estilo de texto até então criticado por muitos: O jornalismo em quadrinhos. A narrativa visual é mais que funcional e a linguagem tradicional funciona em boa parte da obra como um mero reforço as imagens traçadas por Sacco.

Após ter passado 2 meses no Orien”te Médio, mais precisamente no país que dá nome a obra, o autor coletou relatos e vivenciou situações capazes de abalar o emocional de qualquer um. A objetividade e verossimilhança, características importantes de um texto jornalístico, estão presentes e criam um equilíbrio com o imaginativo e com a linguagem subjetiva do autor, transcendendo a arte vista por muitos como a principal e única característica das histórias em quadrinhos.

O texto exposto e desenvolvido pelo jornalista, explora o conflito entre Israelenses e Palestinos… Conflito este que ocorre desde 1890. “Palestina, a terra sem povo. Palestinos, o povo sem-terra.” Com justificativas religiosas deturpadas e com atitudes que extrapolam o absurdo da agressividade humana, Israel massacra um povo que deseja apenas o que qualquer pessoa sã desejaria: Viver em paz.

“Palestina: Uma Nação Ocupada” foi vencedora do American Book Award e do HQ Mix 2000. Com descrições de torturas tanto físicas quanto psicológicas, a HQ em questão mostra o sofrimento diário de pessoas que não vivem, sobrevivem. Casas são invadidas sem justificativas plausíveis. Pessoas são agredidas, pacientes em leitos de morte são interrogados e os médicos são desrespeitados em seus ambientes de trabalho; sendo muitas vezes impedidos de exercerem sua profissão. Escolas são depredadas e crianças e idosos são constantemente ameaçados. Pessoas inocentes são presas, vítimas do que eles chamam de prisões administrativas… carceres que duram 6 meses e podem do nada serem renovados para mais 6 meses. O povo palestino vive uma situação de liberdade provisória. Para quem reclamar? Que atitude tomar além de continuar lutando? Não há para onde fugir…, como muitos disseram ao autor, a única solução é lutar ou aceitar ser tratado como alguém que não merece respeito.

No prefácio, o jornalista que o escreve, deixa claro também que todos somos vítimas do que ele chama de “engenharia do consenso”, que nada mais é do que a manipulação midiática que nos faz criar preconceitos acerca deste povo tão injustiçado. Terroristas e machistas são alguns dos termos que muitos de nós adoramos usar para nos referirmos ao povo residente do Oriente Médio. Criticamos e julgamos uma realidade que não conhecemos e que muitas vezes não fazemos questão alguma de conhecer. Não seríamos cúmplice indiretos e apoiadores da inércia governamental internacional, por aceitarmos de maneira morna o que nos é entregado pela mídia?

O autor também dá voz à Israelenses que não concordam com as ações de seus país, mas que acabam se alistando ao exército para não serem considerados inimigos do Estado. O autor também dedica alguns capítulos às mulheres, expondo ao leitor, a luta diária dessas, que são agredidas abertamente por motivos diversos.

Palestina - Uma Nação Ocupada: Impressões e reflexões.

(https://cultura.estadao.com.br)

Os traços de Joe Sacco são excepcionais, os requadros (os quadrinhos onde a história é inserida) não seguem o padrão tradicional; mas tal mudança colabora para a imersão da história e traz mais amplitude às imagens. O autor quase não utiliza de onomatopeia; o que não se torna um problema já que muitas imagens de conflitos falam por si só e não necessitam deste recurso narrativo. As calhas (espaços entre um requadro e outro) são quase nulas o que deixa claro a amplitude da ambientação e nos dá mais polivalência sobre o que está acontecendo no local.

A premiada HQ possui 3 textos de apoio. Sendo um prefácio escrito pelo jornalista José Arnex e uma introdução e um texto de contextualização histórica, ambas escritas pelo próprio autor.” Palestina: Uma Nação Ocupada” é uma HQ completa e fantástica. Terminei as 160 páginas sentindo que havia lido umas 600. É mais uma obra que deveria ser leitura obrigatória!

Você também pode avaliar a obra, vote! .
0 / 5 Avaliações: 0 0

Your page rank:

Compartilhe
Share

Fernando Lafaiete

O que vocês devem saber sobre mim? Me Chamo Fernando Henrique Lafaiete, mas vocês podem me chamar de China. Apelido este, dado pelos meus melhores amigos. Sou viciado em leitura, sou poliglota, auditor de hotel, professor de inglês, fã de fantasia, fã de livros policiais, fã de YA, fã terror e fã de clássicos. Luto ao máximo contra o preconceito literário que alimenta a conduta dos pseudo-intelectuais e sou fã de animes e qualquer coisa que envolva super-heróis. Amo escrever todo tipo de texto, em especial resenhas. Espero que minhas opiniões sejam de alguma valia para todos que tiverem acesso as mesmas. Sou sempre sincero e me comprometo a dividir minhas opiniões da maneira mais verdadeira possível. Agradeço o convite para fazer parte do grupo de resenhistas do site e que minha presença aqui seja duradoura.

0 0 votos
Article Rating
Inscrever.
Notificação de:
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 Comentário
Mais velho.
Mais novo. Mais votado.
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
trackback

[…] de Marjane Satrapi, é assim como “Palestina: Uma nação ocupada” (Confira a resenha AQUI); o jornalismo em quadrinhos de Joe Sacco, uma excelente contribuição para a quebra de […]

Share
1
0
Adoraria ver seu comentário ♥x
()
x
%d blogueiros gostam disto: