Título e Capa 5
Escrita / Enredo 5
Originalidade 5
Personagens 5
Final 5

Olá, leitores. Hoje venho até vocês resenhar um pouco sobre uma maravilhosa HQ Locke & Key – Bem-vindo a Lovecraft, que foi escrita por Joe Hill e Ilustrada por Gabriel Rodriguez. Que até ganhou uma adaptação de uma série de 10 episódios da Netflix. Locke & Key – Bem Vindo a Lovecraft é o primeiro ..

Summary 5.0 Incrível
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 Ruim

RESENHA: HQ LOCKE & KEY – JOE HILL E GABRIEL RODRIGUEZ

Olá, leitores. Hoje venho até vocês resenhar um pouco sobre uma maravilhosa HQ Locke & Key – Bem-vindo a Lovecraft, que foi escrita por Joe Hill e Ilustrada por Gabriel Rodriguez. Que até ganhou uma adaptação de uma série de 10 episódios da Netflix.

Locke & Key – Bem Vindo a Lovecraft é o primeiro Volume, dividido em 6 partes, e conta uma estória sobre a família Locke e suas chaves, segredos, e com direito a referências ao H.P Lovecraft e ao seu mundo criado. Algo que foi deixado de lado propositalmente na série.

CLIQUE AQUI E CONFIRA A RESENHA DA SÉRIE LOCKE & KEY DA NETFLIX

Mapa Lovecraft - Massachusetts - Locke & Key

Mapa Lovecraft – Massachusetts – Locke & Key

A Família Locke e o enredo da Estória

A Família Locke é uma família muito rica, dona de uma ilha chamada Lovecraft em Massachusetts (A Massachusetts de Lovecraft, não a real). A Família Locke é formada por Nina (mãe), Rendell (pai), Bode (filho caçula), Tyler e Kinsey (Irmãos mais velhos).

O enredo de Locke & Key – Bem vindo à Lovevcraft gira em torno da família Locke. Logo após o assassinato brutal do pai, os três irmãos e sua mãe se mudam para sua casa ancestral em Lovecraft, Massachusetts. A mansão é chamada de Keyhouse e possui chaves e portas mágicas, dando aos portadores das chaves poderes mágicos. Por exemplo, uma das chaves dá o poder de morrer temporariamente e se transformar em um fantasma. Outra chave muda seu sexo. A família Locke logo descobrirá que um demônio enganador, que foi mantido em cativeiro em um poço na Keyhouse, também está de olho nas chaves e está disposto a derramar sangue para obtê-las.

Além disso temos o Algoz da Família Locke: Ram Lesser, que assassinou Rendell e fugiu do centro de detenção juvenil para voltar a atormentar os Lockes e, para chegar até eles, mostra o quão cruel ele pode ser.

Sobre os Autores

O autor Joe Hill (sim, filho de Stephen King e autor de livros como A Estrada da Noite, Fantasmas do Século XX, Tempo Estranho, O Pacto, entre outros) no mostra uma história inteligente e extremamente original, mesmo usando muitos elementos de H.P. Lovecraft na trama.

O horror e a violência em Locke & Key – Bem-vindo a Lovecraft parecem reais e não são para os fracos de coração. O estilo artístico de Gabriel Rodriguez é muito animado, consistindo de linhas claras e nítidas. E na maior parte das cenas, ficamos analisando os detalhes, pois cada arte nos faz refletir todo o plano de fundo que não são contados.

CONCLUSÕES FINAIS

Particularmente,eu analisei que os três “filhos-chave” têm dificuldades em lidar com o assassinato de seu pai e cada um lida com a situação à sua maneira e podemos analisar isso na primeira imagem da HQ. Podemos notar no pequeno Bode que fica procurando coisas, vasculhando tudo como se quisesse encontrar algo para dar sentido a sua vida. Tyler Está em uma crise existencial, devido às brigas constantes com seu pai,e um segredo que ele gurda à sete-chaves. Enquanto Kinsey está mudando o visual, para tentar mostrar que ela não é tão fraca quanto acha ser. Chego a dizer que cada um tem seus cadeados fechados, e eles são abertos para nós conforme avançamos a leitura de cada volume.

Locke & Key sem dúvidas é uma HQ que vale muito a pena ser lida, pois além de ser bem curta, o enredo não te cansa e somos fisgados pelo enredo e também pelo pano de fundo que cada quadrinho nos mostra.

Avaliação:

0 / 5 Avaliação: 0
Compartilhe
Share

Related posts

The Joker (Coringa 1975 – 1976) – Denny O’Neil | A Loucura pode ser divertida.

The Joker (Coringa 1975 - 1976) - Denny O'Neil | A Loucura pode ser divertida.

*****************************NÃO contém spoiler****************************** Autores: Denny O'Neil & Irv Novick Editora: DC Comics / Panini / #Quadrinhosclássicos / Volume único lançado pela Panini (1-9): 180 páginas Em 1869  foi publicado pela primeira vez o clássico francês "O...

Dragão Negro: Uma obra-prima de Chris Claremont e John Bolton?

Dragão Negro: Uma obra-prima de Chris Claremont e John Bolton?

******************************NÃO contém spoiler****************************** Autores: Chris Claremont & John Bolton Editora: Pipoca & Nanquim / Tradutor: Bernardo Santana / Idioma: Português / 204 páginas "Dragão Negro", o primeiro lançamento de 2019 da Editora Pipoca &...

Injustiça: Deuses Entre Nós (Ano Um)

Injustiça: Deuses Entre Nós (Ano Um)

******************************NÃO contém spoiler****************************** Autor: Tom Taylor Colorização: Andrew Elder, Jheremy Raapack, Mike S. Miller (...)  Editora: Panini / Idioma: Português / 424 páginas Superman: O maior super-herói da Terra, O Homem de Aço, a justiça em...

Leave a comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.