RESENHA: ROSSO E NERO – RENZO DE FELICE

Renzo de Felice é conhecido por ser, além de um especialista em estudos sobre fascismo, um dos maiores historiadores da Itália. Como estudioso da escola historiografia revisionista italiana, revolucionou a interpretação do período que compreende os anos do governo fascista de Benito Mussolini (de 1922 a 1943). O autor coloca em segundo plano qualquer influência

Read more
Resenha: A Sociedade Romana – Paul Veyne

Paul Veyne estudou na Escola Superior de Paris. É um dos inauguradores do modelo narrativo de reflexão sobre a histórica enquanto ciência. O historiador francês foi, também, um célebre intérprete das obras de Michel Foucault.  Veyne busca em suas análises desconstruir conceitos pré-definidos e já naturalizados, atribuindo uma interpretação diferente. Além disso, defende a ideia de que muitos fatos são aleatórios e acontecem

Read more
O naturalismo de Aluísio Azevedo

A obra “O cortiço”, do autor Aluísio Azevedo, datada ao final do século XIX (1890), é um marco para o naturalismo brasileiro, tendo como base o realismo/naturalismo francês, representado, principalmente, por Émile Zola e Flaubert, e pelo português Eça de Queiroz, em histórias marcantes como Madama Bovary e O primo Basílio, por exemplo. O cortiço

Read more